Saber quanto custa um funcionário é uma das principais informações para quem deseja abrir uma empresa, pois faz parte do controle da folha de pagamento. Muitas vezes são prometidos salários elevados sem se ter a noção do custo efetivo desse colaborador.

CALCULADORA DE CUSTO MÉDIO DE FUNCIONÁRIO MENSAL
Salário que pretende pagar:

Tipo do Regime Tribuário

Vale Transporte pago por dia:

Vale Alimentação pago por dia:




FGTS: Total

Férias:

1/3 das Férias:

13º Salário:

RAT e FAP: Total

I.N.S.S. Patronal: Total

Alíquota de Terceiros: Total

Vale transporte: Total

Vale transporte (6% do salário): Total

Vale Alimentação: Total

Total dos custos

Salário v.s. Custo de funcionário

Salário é o que o empregador ou empresa paga ao funcionário, já o custo efetivo para empresa é o total de encargos que este funcionário irá lhe gerar.

O custo efetivo depende basicamente de dois fatores: primeiro é valor do salário pago ao empregado, pois as taxas e encargos são sobre o salário bruto e, em segundo, do tipo de regime tributário que a empresa se enquadra.

Quanto custa um funcionário dependendo do regime tributário, no caso o Simples Nacional ou Lucro Real – Lucro Presumido, por mês, é em média de 40% a 60% a mais que o salário por mês.

O regime tributário irá determinar a taxa FAP e a RAT, a saber:

RAT – Riscos Ambientais de Trabalho: é o termo que substitui o antigo SAT (Seguro Acidente de Trabalho). É uma taxa que uma pessoa jurídica deve pagar a previdência com o intuito de cobrir possíveis vítimas de doenças ocupacionais ou de acidente de trabalho.

FAP – Fator Acidentário de Prevenção: é um índice que varia entre 0,5% e 3% que ao ser multiplicado pela alíquota do RAT pode aumentar ou até mesmo diminuir o montante que uma empresa deve paga para aposentadoria decorrente de um acidente de trabalho.

Quanto custa um Funcionário Mensal – Passo a Passo

  1. Determinar o valor do salário bruto.

As taxas, como INSS, IRRF e FGTS incidirá sobre o salário bruto, e os encargos como férias, um terço das férias, décimo terceiro salário e caso houver; horas extras, adicional noturno, insalubridade, periculosidade e outros.

  1. Tipo de Regime Tributário.

O regime tributário irá influenciar no quanto custa um funcionário pois, os valores da taxa do RAT e FAP dependem disso.

No caso do Simples Nacional o INSS é descontado do funcionário e repassado para o governo.

Já no Lucro Real / Presumido o valor do INSS é divido entre funcionário e empresa:

INSS Patronal que é de 20% sobre o salário bruto, este de responsabilidade apenas da empresa, FAP x RAT que varia de 0,5% a 3% e média de 5% de terceiros (são entidades que as empresas devem contribuir que são definidas de acordo com sua atividade econômica) e a parte do empregado que de acordo com a atual reforma varia entre 7,5% a 14%.

  1. Custos extras.

Nesse campo fazem parte, caso houver: plano de saúde, plano odontológico, vale refeição, vale alimentação entre outros.

Nossa calculadora que determina “quanto custa um funcionário” facilita esse trabalho e lhe da uma média do quanto irá gastar com cada empregado.

No campo “Sabe valor do RAT e FAP” permite o usuário a alterar os respectivos valores caso os tenha, se não utilizaremos valores médios.

Se gostou do artigo e de nossa calculadora, compartilhe em grupos de whatsapp, facebook e instagram. Isso nos ajuda muito.